Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desafio de Escrita

Tema #3 Lara Monteiro

28
Set19

Dizem que ser mãe nos muda para sempre. Dizem que só damos valor quando passamos por isso....

O Piolho ri-se quase desde que nasceu. Primeiro involuntariamente, depois já com sentido e significado.

Há uns 4 meses atrás, começou a palrar cada vez mais. Numa língua que só ele entende mas que os gestos que ele aprende todos os dias nos fazem percebê-lo cada vez melhor.

Nessa altura, fui buscá-lo à tarde à creche como faço sempre. Ele está sempre a brincar e quase nunca quer vir embora. Sempre com um sorriso de orelha a orelha que me deixa bem mais descansada... Naquele dia, quando me viu, abriu os braços a sorrir e disse:

"Mamããããããã".

Parei. Congelei. Ali, desarmou-me por completo. Confesso, não me desmanchei a chorar por vergonha e para que ele não ficasse aflito por me ver assim.

O meu menino de pouco mais de seis meses estava a dizer mamã, com sentido, com significado. Se naquele momento o mundo acabasse, eu acabava feliz. Com um coração cheio deste amor que transborda todos os dias.

Daí para cá, o "mamã" e o "papá" são recorrentes. É muito mexido, não consegue estar muito tempo no mesmo sítio, e por vezes é bastante refilão. Mas dá os abraços mais calorosos do mundo. E os beijinhos com mais amor que eu poderia pedir. Os beijos e os abraços são mais quando ele quer. Mas nunca vou esquecer aquele dia, o dia em que o meu filho me chamou mamã pela primeira vez. 

Senti-me mãe no dia em que tive o teste positivo. Senti-me a transbordar quando ele nasceu. Mas senti-me ainda mais completa com o meu amor maior a já poder chamar-me. Ele sabe que poderá chamar-me todas as vezes que precisar..a mamã vai estar sempre lá para ele.

Chama-se a isto eles crescerem…tal como o nosso amor por eles. 

 

 

 

Tema da semana: Uma aventura/momento que te tenha marcado

Lara Monteiro escreve aqui

Acompanha todos os posts deste desafio aqui

Segue-nos na nossa página do facebook