Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desafio de Escrita

Tema #2.6 - Alice Barcellos

09
Mar20

Mais de 50 mil pessoas, das 100 mil infetadas no mundo, já recuperaram do coronavírus, de acordo com as últimas informações divulgadas. Decidi abrir este texto com um dado mais positivo, uma vez que o lado negativo desta epidemia está a dominar as notícias e, por consequência, as mentes de grande parte das pessoas.

Não quero, contudo, retirar o peso dos números daqueles que não resistiram a esta nova versão do coronavírus, mais de 3 mil pessoas morreram na China e quase 300 no resto do mundo. Tudo indica que os números de infetados e de mortes vão aumentar durante os próximos tempos até que o surto venha a ser controlado.

Não há dúvidas de que temos motivos para ficar preocupados. Ninguém quer ficar doente ou ver quem lhe é próximo doente. Andamos todos mais apreensivos, principalmente, quando vamos nos transportes públicos ou em lugares fechados com maior concentração de pessoas. Estamos a ser bombardeados diariamente com notícias sobre o tema e não há máscaras suficientes que nos ajudem a filtrar tanta informação.

Pelo meio do caminho, vamos nos cruzando com a opinião das pessoas. Há quem esteja paranoico, há quem esteja relaxado. Há os que defendam o uso de máscaras e luvas, há quem defenda que lavar mais vezes as mãos e não estar a tocar na face é o suficiente.

Com a expansão do coronavírus, foi reforçada a ideia de que já estamos a ser assolados por outros "vírus": o da ignorância, o da intolerância e o da indiferença. Vivemos num mundo cada vez mais dividido e insensível ao que acontece com o "vizinho do lado". Nunca tivemos um acesso à informação tão facilitado, mas parece que nos contentamos com aquilo que nos é dado nos feeds das nossas redes sociais - uma bolha alimentada pelos nossos próprios interesses pessoais.

Sou otimista quanto à epidemia do coronavírus. Vai ser controlada. Sinto-me triste pelas consequências negativas e pelas vidas perdidas. Se tenho algum receio de ser contagiada? Sim, tenho, seria uma hipocrisia dizer que não. Mas tenho mais medo de outros vírus para os quais não vejo fim à vista. Porque a intolerância e a indiferença também matam e, ao longo da história, já provaram ser bem mais letais do que muitas pandemias.

E tu, como estás a lidar com esta ameaça? Gostava de ler a tua opinião nos comentários.

Tema da semana: Oh não, um vírus outra vez!

Alice Barcellos escreve aqui

Acompanha todos os posts deste desafio aqui

Segue-nos na nossa página do facebook