Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Desafio de Escrita

tema #14 José da Xã

15
Dez19

Quando Malquíades entrou no restaurante encontrou Andrelino acompanhado por dois tipos que não conhecia. O amigo mal o viu ergueu-se e veio ao seu encontro de braços abertos:

- Ena homem, como estás? Faz tempo que não nos vemos…

- Viva parceiro…

Aproximaram-se da mesa:

- Adérito Candeias e Adail Marques.

- Boa tarde, muito prazer, Malquíades…

Andrelino não deixou que o amigo terminasse as apresentações:

- Senta-te aí.

Chamou o empregado e comunicou:

- Traga uma garrafa de água.

Deu uma palmada nas costas e atirou:

- Desculpa este convite para almoçar quase intempestivo, mas necessitamos da tua ajuda.

- Se eu puder…

- Claro que podes… Estes cavalheiros estão ligados à política como assessores. Todavia não conseguem manter uma relação próxima e pacífica com a imprensa, que como sabes está sempre ávida de notícias.

O jornalista mantinha-se em silêncio enquanto beberricava a água. O amigo continuou:

- Perguntaram-me então se conhecia alguém no meio jornalístico que os pudesse ajudar. E claro lembrei-me de ti…

Um dos convidados chegou-se à frente no diálogo:

- Muitas notícias que lemos carecem de veracidade. Outras são obras de verdadeiros zoilos que a única coisa que pretendem é denegrir a imagem de um político.

Malquíades passou a mão pelo cabelo, percebendo aonde pretendiam chegar. No entanto continuou a escutar as propostas.

- Deste modo gostaríamos que nos acompanhasse como assessor de imprensa… - convidou o outro.

O escritor olhou para ambos à sua frente e devolveu:

- Portanto o que vocês querem é uma censura encapotada.

Um deles veio a terreiro.

- Censura? Nem pensar. Estamos num país livre e democrático.

Malquíades olhou em seu redor, baixou o tom de voz como se quisesse esconder alguma palavra e por fim disse:

- Nenhum de nós aqui nesta mesa sabe o que foi viver em ditadura.

Após alguns breves segundos em que o silêncio reinou foi a vez de Andrelino regressar à conversa:

- Isto não é censura, mas unicamente controlar a forma como dão as notícias. Um exemplo: conheces aquele Desafio dos Pássaros?

- Sim…

- Como já deves ter notado cada um escreve algo diferente sobre o mesmo tempo. Na política também é assim…

Três pares de olhos espectantes incidiram sobre o jovem, mas este declarou sem rodeios:

- Peço imensa desculpa, mas não contem comigo para tal função!  Definitivamente não nasci para isto!

Serenamente pegou no casaco e abandonou o restaurante.

 

 

 

Tema da semana: Não nasci para isto

José da Xã escreve aqui

Acompanha todos os posts deste desafio aqui

Segue-nos na nossa página do facebook