Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desafio de Escrita

Manifesto reivindicativo alado

01
Mai20

Camaradas alados, pousados em postes, enfiados em ninhos e até pendurados de cabeça para baixo!

Estamos unidos. E unidos seremos mais que poucos e metade e outros tantos!

Está na hora. O relógio avança e temos de nos posicionar em relação a estas medidas que os opressores, com as suas garras, nos colocam em cima. E por baixo. E ao lado.

Unam-se a nós, na nossa missão.

Dizem que os pássaros não querem trabalhar! É mentira! Nada temos contra o trabalho dos outros. Aliás, sugerimos mesmo que todos trabalhem, desde que nós possamos piar e embelezar o mundo com as nossas prosas airosas, cantadas com tantas penas como aquelas que nos saem do rabo.

E dizem que queremos estar sentados o dia todo! Ignominioso! Onde já se viu um pássaro sentado? Seguimos, estoicamente, numa só perna (ou nas duas, vá), crendo forte que a ventania não nos derrubará, pelo contrário, nos fará voar mais alto e mais além.

Hoje, celebra-se o dia do trabalhador! E os pássaros são o pináculo das espécies que trabalham. Lembrai-vos de quanto se sustenta debaixo das nossas asas, em pleno voo! Nada… Nadinha de nada! Um milagre autêntico.

E por isso, companheiros de luta, afiem os bicos, encham-nos de tinta, peguem nos papiros (ou liguem os computadores, dá igual) e venham de lá esses textos, até à próxima quinta-feira, conforme tema abaixo:

 

Cantas bem, mas não m’encantas!

 

E para os oprimidos e que insistem em fazer isto de forma correta, já sabem:

400 palavras, em prosa ou poesia, real ou fictícia, com a tag  “desafio dos pássaros” enviado até à próxima quinta feira, via email para desafiodospassaros@gmail.com, para que possamos publicá-los na nossa página facebookiana alada.

 

 

Os vossos camaradas,

Os Pássaros

 

Acompanha todos os posts deste desafio aqui

Segue-nos na nossa página do facebook

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.