Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desafio de Escrita

Cheios de penas nos vamos ...e com mais temas voltaremos

17
Jan20

Era uma vez um pássaro que tinha muitas e boas ideias. Bem, muitas, tinha, algumas boas, outras nem tanto (mas fica só entre nós). Esse pássaro piava todas as suas ideias a um pequeno bando que, tendo tanto juízo quanto o primeiro pássaro, lhe diziam que sim a tudo. Certo dia, soalheiro por sinal, o pássaro lembrou-se que, giro, giro, era fazermos um desafio de escrita criativa.

Podíamos ter dito o óbvio. Onde já se viu, pássaros a escrever? Mas não. Como somos de pôr asas à obra, e porque com uma boa ideia, vêm logo outras, decidimos que iríamos lançar a ideia para a comunidade de batráquios, por onde andamos todos os dias, disfarçados de verde claro.

Pensámos, depois, o óbvio. Onde é que já se viu, um bando de sapos vir para aqui coachar? Aliás, não só sapos, mas de outros locais de toda a fauna e flora das palavras? Claro que ninguém viria.

Pois bem, é que vieram. E vieram muitos. Tantos que já não sabíamos como havíamos de fazer para publicar todos os textos, entre um desafio e outro! Foram 43 os doidos, os malucos e outros adjetivos qualitativos que não atestam a sua saúde mental, que se meteram num desafio de escrita criativa com temas que não lembram, nem ao menino Jesus, nem ao pai Natal, nem a outras personagens que foram para aqui chamadas.

Nunca poderíamos ter adivinhado que a afluência ia ser tão grande. Ficámos todos inchados, como podem imaginar, foi piar até o sol se pôr! Rapidamente percebemos que isto era muito maior que um bando de pássaros. Tivemos direito a etiqueta, a destaques semanais à sexta-feira e até se falou deste maluquice numa entrevista (séria, séria e chata de se ouvir, como podem imaginar… só que não) conduzida pelo Pedro, à nossa querida Magda (que tem blogs aqui desde que os dinossauros estiveram na terra). E aqui começam os agradecimentos: Obrigado Sapo, por nos acolherem e, pior!, incentivarem este desafio.

Mas o mais importante, meus senhores, não foi isso. Também não fomos nós, que piámos sem parar e que a meio já falávamos do segundo desafio de escrita criativa. Nem foram os maravilhosos, criativos e únicos textos que saíram desta iniciativa. O mais importante, foram estes 43 seres humanos que alinharam connosco, que se deixaram contagiar, que puseram alma e corpo nesta ideia. Obrigado a todos vós que embarcaram connosco neste desafio, recordando-nos que há gente (e que gente!!!) dentro destes cantinhos.

3ª Face, Gorda, Alala, Ana de Deus, Ana Mestre, Ana Sofia Neves, Avó Cool, Belinha Fernandes Biiyue, Bla Bla Bla, Candeias, Catarina Reis, Charneca em Flor, Chica, dESarrumada Maria, Fátima Bento, Fátima Cordeiro, Gabi, Happy, Inês Norton, Inês Pereira, Insensato, Isabel Silva, Joana Rita Sousa, José da Xã, Lara Monteiro, M, Maria, Maria Araújo, Maria João, Marina Malheiro, Mia, Miluen, Miss X, Osapo, Outra, Peixe Frito, Pó de Arroz, Sarin, Silvana, Sónia Figueiredo, Triptofano, Vespinha, obrigado!

Não podemos deixar de lembrar que tivemos 6 participações especiais. O Pedro, a MJ, o David, a Gaffe, a Maria das Palavras e a Pequeno Caso Sério. Obrigado! Gente maluca, por sinal, mas boa, boa, boa!

E pronto, é isto. Correu tão bem, que houve um pássaro que disse E se fossemos à segunda edição? E nós, olhem… Adivinhem.

 

Vamos a isso?

 

Acompanha todos os posts deste desafio aqui

Segue-nos na nossa página do facebook